Acessar o conteúdo principal
Namíbia / SADC

Madagáscar e Zimbabué na cimeira da SADC em Windhoek

Andry Rajoelina, o actual homem forte de Madagáscar
Andry Rajoelina, o actual homem forte de Madagáscar AFP/Grégoire Pourtier

Os líderes da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) reúnem-se esta sexta feira, 20 de maio, em Windhoek. Em destaque vai estar a situação no Zimbabwe e um roteiro de paz para uma resolução da crise política em Madagáscar. 

Publicidade

A expectativa é grande em torno da situação em Madagáscar que se depara com uma grave crise política desde o início de 2009 – altura em que o ex-presidente Marc Ravalomanana foi deposto pelo actual homem forte de Madagáscar, Andry Rajoelina, com a ajuda do exército. Uma situação que levou a SADC a suspender Madagáscar da organização até à realização de eleições e ao regresso da ordem constitucional no país.

Em Windoek, os dirigentes da SADC deverão pronunciar-se sobre a última tentativa em data de saída de crise – um roteiro para a paz proposto pelo mediador moçambicano Leonardo Simão – segundo a qual, Andry Rajoelina assumiria o cargo de presidente interino até às próximas eleições sem que nenhuma data tivesse sido agendada.
Um plano categoricamente rejeitado pela oposição malgaxe Marc Ravalomanana, exilado na África do Sul desde que foi deposto, em março de 2009, apelou a SADC a rejeitar este cenário de transição alegando que a organização pan-africana iria criar assim “um precedente perigoso” para a democracia.

Em contra partida, Andry Rajoelina, multiplicou, desde o passado mês de abril, as suas deslocações a vários países da África Austral para pedir aos respetivos dirigentes que aprovem o plano de transição e que este, por sua vez, seja aprovado pela SADC. Recorde-se que esta semana, Rajoelina esteve em Angola, África do Sul, Namíbia, Moçambique e Zambia.

Na agenda da SADC vai ainda ser discutida a situação no Zimbabué e o Acordo Político Global que visa estabilizar o país.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.