Acessar o conteúdo principal
África

SADC aprova regresso de Ravalomanana

Reuters

Os governantes da África Austral, reunidos em Joanesburgo, na África do Sul, aprovaram um conjunto de instrumentos legais, que prevê um novo período de eleições, e apelaram às autoridades de Antananarivo que permitam o regresso do ex-presidente Marc Ravalomanana.

Publicidade

Conduzir Madagáscar à ordem constitucional, foi esta a resolução dos representantes dos 15 países da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral -SADC- reunidos este fim de semana em Joanesburgo, na África do Sul.

Os dirigentes da África Autral aprovaram um decreto que prevê a realização de novas eleições em Madagáscar  e onde consta, também, um pedido às autoridades malgaxes para que autorizem o regresso de exilados políticos, como o ex-presidente Marc Ravalomanana.

O documento preconiza, ainda,  que Andry Rajoelina deve continuar no poder até à realização de eleições, e pode candidatar-se à presidência do país. De referir que dos onze partidos de Madagáscar, oito já assinaram o texto da SADC.

Sobre este assunto, Orfeu Lisboa entrevistou Tomás Salomão, Secretário Executivo da SADC, que afirmou que Madagáscar precisa de encontrar uma cultura de reconciliação.

Tomas Salomão, Secretário Executivo da SADC

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.