Acessar o conteúdo principal
ANGOLA

Capital angolana com desafios múltiplos

Reuters

A capital angolana assinalou a 25 de Janeiro os seus 436 anos. Luanda, fundada em 1576, debate-se hoje com desafios múltiplos em relação ao ambiente caótico que caracteriza uma urbe que actualmente concentraria já um terço dos angolanos.

Publicidade

Os engarrafamentos gigantescos pontuam o dia-a-dia dos luandenses numa cidade onde a circulação é caótica. Uma urbe onde o abastecimento de água e luz é deficiente. As dificuldades de saneamento básico, incluindo a recolha de lixo, são uma constante.

Luanda fora uma cidade concebida para meio milhão de habitantes, mas que hoje acolhe cerca de cinco milhões. E isto como resultado do êxodo rural, em grande parte devido à guerra civil que lavrou nas províncias angolanas empurrando para a capital muitos cidadãos do interior que acabaram por lá ficar em condições de alojamento deficitárias. Luanda é hoje uma das cidades mais caras do mundo com rendas de casa extremamente elevadas.

Fragata de Morais, secretário para a informação do MPLA, partido no poder, para a província de Luanda, admite as dificuldades com que se deparam os habitantes da capital e realça os esforços empreendidos para alterar o cenário actual.

 

Fragata de Morais

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.