Acessar o conteúdo principal
Moçambique

Transportes públicos em Moçambique passam a ser 40% mais caros

Moçambique vive dias de tensão após o aumento do preço do custo de vida 02/09/2010
Moçambique vive dias de tensão após o aumento do preço do custo de vida 02/09/2010 REUTERS/Grant Lee Neuenburg

O executivo municipal aprovou na semana passada o aumento de 40% da tarifa dos transportes públicos, quanto ao transporte semicolectivo vai sofrer um aumento na ordem dos 20%. A medida foi aprovada unilateralmente pela Frelimo.

Publicidade

O aumento do preço dos transportes é na opinião do presidente da Câmara de Maputo, David Simango, irreversível e vai evitar o colapso do sistema de transportes. A medida aprovada unilateralmente pela Frelimo, partido no poder, vai aumentar em 40% o preço dos transportes públicos, já a tarifa dos transportes semicolectivos de passageiros/vulgo "chapa -100" será agravada na ordem dos 20%.

Vinte e quatro horas antes da medida entrar em vigor, o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa, foi ouvir os moçambicanos e o ambiente é de preocupação, e descontentamento. Na memória do país estão as manifestações populares contra o aumento do custo de vida de 5 de Fevereiro de 2008 e de 1 e 2 de Setembro de 2010, que resultaram na morte de dezenas de pessoas.

Com a colaboração do nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

 

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.