Acessar o conteúdo principal
Cabo Verde

Cabo Verde quer parceria especial com a UE

Foto mostra um pombo diante da bandeira da União Europeia, em Bruxelas.
Foto mostra um pombo diante da bandeira da União Europeia, em Bruxelas. REUTERS/Francois Lenoir

Cabo Verde quer uma parceria especial com a União Europeia alargada à segurança e estabilidade. O executivo pediu o alargamento da parceria especial ao sector da segurança, autonomizando-a de forma idêntica à da mobilidade.

Publicidade

O governo cabo-verdiano já pediu à União Europeia o alargamento da parceria especial que mantém com os vinte sete estados no que concerne aos sectores da estabilidade e segurança. O secretário de Estado e Negócios Estrangeiros, José Luís Rocha, disse em declarações à imprensa que a ampliação solicitada deve ser semelhante à parceria especial para a mobilidade.

Um pedido que foi recebido com grande abertura por parte da União Europeia que se mostrou receptiva relativamente ao aprofundamento da parceria especial. Para o efeito devem ser criadas equipas de trabalho para explorarem essas possibilidades.

Para além do alargamento da parceria especial ao sector da segurança e estabilidade, Cabo Verde já fez também o pedido à União Europeia para continuar a beneficiar da segunda fase do sistema geral de preferências mais que é um regime que permite ao país mais facilidades na exportação para o mercado europeu.

Com a colaboração do nosso correspondente em Cabo Verde, Odair Santos

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.