Acessar o conteúdo principal
Angola

Rafael Marques denuncia regime de ditadura em Angola

Rafael Marques activista e jornalista angolano
Rafael Marques activista e jornalista angolano Maka Angola.org

O jornalista angolano Rafael Marques disse hoje à RFI que foi agredido pelos efectivos da polícia durante as cinco horas em que esteve sob custódia das autoridades, e acusou o governo de José Eduardo dos Santos pelas agressões de que foi vítima.

Publicidade

Na sexta-feira, três jornalistas angolanos, Rafael Marques, Alexandre Solombe e Coque Mukata, falavam com os dez jovens que acabavam de ser libertados pelo tribunal, por terem participado na manifestação do dia anterior, quando foram retidos novamente por efectivos da Polícia de Intervenção Rápida.

Segundo relata o jornalista angolano, Rafael Marques, enquanto tentava fazer o seu trabalho cerca de quarenta e cinco polícias chegaram ao local com cinco viaturas, metralhadoras, lançadores de gás lacrimogéneo. De seguida foram levados para uma viatura celular, onde foram "pisoteados" e depois foram conduzidos para as Instalações da Direcção de Investigação Criminal de Luanda.

Os três jornalistas estiveram cerca de cinco horas sob custódia policial e posteriormente foram colocados em liberdade, quanto aos cerca de dez jovens do Movimento de Revolucionário de Angola, que chegaram a estar em liberdade, continua detidos sem culpa formada.

Recorde-se que estes episódios tiveram lugar no mesmo dia em que arrancou no país o campeonato Mundial de Hóquei em Patins, um evento que na opinião de Rafael Marques de nada serve para a imagem do país nem para o bem-estar da sociedade angolana.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.