Acessar o conteúdo principal
CABO VERDE

Cabo Verde: Fusão dos media gera controvérsia

O anúncio da reestruturação do sector público da comunicação social está envolto em polémica. A fusão da rádio, televisão e agência de notícias está a preocupar o principal partido da oposição, o MpD.

Publicidade

O anúncio da criação de uma empresa única de gestão do sector público da comunicação social, unindo a rádio, televisão e agência de notícias, foi feito no início da semana pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, Rui Semedo. O Governo quer racionalizar custos e procurar sinergias.

O principal partido da oposição, o Movimento para a Democracia, mostra-se preocupado. Hoje, o deputado do MpD, Abraão Vicente, disse que o partido estranha que “nem os jornalistas, nem o Sindicato dos Jornalistas, nem o próprio MpD foram ouvidos”.

Oiça aqui o relato com o nosso correspondente Odair Santos.

Entretanto, o Instituto Francês de Cabo Verde vai mesmo encerrar as portas e será já a 31 de Agosto. A informação foi avançada à imprensa pelo encarregado de Negócios da Embaixada da França em Cabo Verde, Patrick Martin. "Qual seria o sentido de ter um instituto pouco frequentado quando há um ministério da Cultura muito activo e uma biblioteca nacional muito bem equipada?", a pergunta é deixada por Patrick Martin.

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.