Acessar o conteúdo principal
Angola

Angola vai formar forças policias da RCA

Angola vai formar efectivos da polícia e das forças armadas da República Centro-Africana no quadro do apoio que Luanda vai prestar a Bangui. O anúncio foi feito depois de uma deslocação à capital angolana do primeiro-ministro da RCA, André Nzapayeke, que se reuniu com o vice-presidente angolano, Manuel Vicente. 

Publicidade

As autoridades angolanas respondem assim ao pedido da República Centro-Africana que havia solicitado ajuda na área da formação dos quadros policias. Para o ministro angolano das relações exteriores, Georges Chikoti, este apoio surge no âmbito da presidência de Angola na Conferência Internacional dos Grandes Lagos: " o chefe de Estado foi solicitado para ver de que forma poderia ajudar a RCA a alcançar a paz. Como sabe as ajudas têm sido diversas, alguns países enviaram efectivos militares e outros, como é o caso de Angola, ajudaram com meios financeiros que serviram para pagar salários em atraso, neste momento existe a necessidade de formação e é isso que nós vamos fazer".

Desde o início do conflito na República Centro-Africana, Angola sempre se recusou a enviar efectivos militares, a possibilidade foi levantada durante a 22ª Cimeira de chefes de Estado da União Africana, em Addis Abeba, na Etiópia, mas as autoridades recusaram o pedido, posição que mantém ainda hoje como disse à RFI, o responsável pela diplomacia angolana: " Angola não vai mandar tropas, Angola vai apenas ajudar nessas áreas críticas. Eles solicitaram apoio na formação e nós vamos ajudar".

Georges Chikoti, Ministro angolano das relações exteriores

 

Já hoje em Luanda, as autoridades angolanas e zambianas assinaram um memorando de entendimento sobre consultas políticas com vista ao fortalecimento entre os dois países. A questão dos quatro mil angolanos na condição de refugiados que foram autorizados a fixar residência na Zâmbia, os mais de cinquenta prisioneiros, dez deles condenados à pena de morte, e as questões fronteiriças, nomeadamente, o corredor do Lobito.

Georges Chikoti, Ministro angolano das relações exteriores

 

 

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.