Acessar o conteúdo principal
Guiné-Bissau

Bissau precisa de fundos para transportar energia de alta tensão

A energia hidro-eléctrica poderá satisfazer 40 % das necessidades guineenses
A energia hidro-eléctrica poderá satisfazer 40 % das necessidades guineenses kwanzanorte.gov.ao

A Guiné-Bissau necessita de 100 milhões de euros para transportar para o país a electricidade que será produzida a partir do próximo ano na barragem de Kaleta, na Guiné-Conacri, no âmbito do projecto da Organização para o Aproveitamento do Rio Gâmbia (OMVG). 

Publicidade

A Guiné-Bissau poderá obter energia elétrica de alta tensão a partir de Agosto de 2015, altura em que entrará em funcionamento a barragem de Kaleta, na Guiné-Conacri. Mas para usufruir da energia hidro-eléctrica produzida no âmbito do projecto da OMVG, Bissau terá de garantir a construição de cerca de 219 quilómetros de linha de alta tensão.

A construção está avaliada em cerca de 100 milhões de euros e Bissau conta com apoios da União Europeia e do Banco Mundial. Em Outubro próximo será lançado um concurso internacional para a construção da infra-estrutura de forma a aproveitar a exploração conjunta da barregem desde o seu lançamento.

A OMVG é fruto da cooperação entre Bissau, Conacri, Dacar e Banjul, países que usufruirão da exploração de energia da referida barragem Kaleta.

Mais informações com o nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.