Acessar o conteúdo principal
Guiné Bissau

Guiné Bissau : remuneração dos deputados suscita controvérsia

Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau.
Assembleia Nacional Popular da Guiné-Bissau. Liliana Henriques / RFI

Na abertura de mais uma sessão parlamentar, na Guiné – Bissau, o Presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá, desmentiu hoje ter exigido ao Governo o aumento dos salários dos deputados. Trata-se, segundo ele, de “informações caluniosas e falsas".

Publicidade

O Presidente do Parlamento da Guiné Bissau, Cipriano Cassamá, afirmou hoje que nunca abordou com nenhum membro do Governo a questão de qualquer aumento salarial, mas referiu que o ministro das Finanças, Geraldo Martins, tinha assumido o compromisso de um acréscimo nos subsídios dos parlamentares.

O que está em causa é um alegado acordo com o Ministro das Finanças, Geraldo Martins, no momento da apresentação do Orçamento Geral de Estado, para um acréscimo dos subsídios dos deputados, e não um aumento dos seus salários. 

A hipotética mexida nas remunerações dos deputados já tinha causado tensões entre membros do Governo, e entre partidos políticos, nomeadamente entre alas do partido ao poder, o PAIGC, e voltou hoje a reacender-se.
O correspondente da RFI em Bissau, Mussá Baldé, conta todos os pormenores 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.