Acessar o conteúdo principal
Guiné-Bissau

Guiné-Bissau volta a julgar Excisão

Guiné-Bissau volta a julgar excisão
Guiné-Bissau volta a julgar excisão novasdaguinebissau.blogspot.com

Na Guiné-Bissau seis pessoas estão ser julgadas por envolvimento numa operação secreta de excisão a três meninas. O caso remonta ao passado mês de Setembro num bairro periférico da capital e envolve os pais das crianças.

Publicidade

A lei que penaliza a excisão feminina na Guiné-Bissau foi aprovada em 2011, mas três anos depois a sociedade continua a debater-se com esta pratica secular. Para estes casos a justiça guineense tem mão pesada, levando a tribunal todos aqueles que insistem em agir contra a lei.

Nesta quinta-feira o tribunal de Bissau ouviu seis pessoas acusadas de estarem envolvidas numa operação secreta de excisão a três meninas num bairro periférico de Bissau, no passado mês de Setembro.

A antiga ministra dos Negócios Estrangeiros e presidente do comité Nacional de luta contra práticas nefastas à saúde humana, Fatumata Baldé, mostra-se satisfeita com este julgamento.

" Este julgamento demonstra vários aspectos . Demonstra um engajamento das autoridades judiciais em poderem respeitar as legislações dotadas pelo país, num segundo momento demonstra obviamente que quem infringe as leias da Guiné-Bissau terá de ser condenado e num terceiro momento, para nós, significa que se está a trabalhar no sentido de desencorajar a pratica. É mais uma vitória para nós nesse caminho de luta para o abandono dessa pratica, apesar de termos a consciência de que não é com julgamentos, castigos ou manifestações é que se podem abandonar essas praticas que são seculares. Mas também sabemos que sem elas não haverá desencorajamento da prática".

A audiência do julgamento deve ser retomada no próximo dia 3 de Dezembro e Fatumata Balbé espera que todos os implicados sejam condenados como forma de desencorajar prática. Este é a segunda vez que uma caso de excisão é julgado no país, o primeiro ocorreu há dois anos em Bafatá, no leste da Guiné-Bissau.

Este fim-de-semana as autoridades guineenses nomearam a cantora guineense Tchuma Bari foi nomeada hoje embaixadora do país na luta contra a excisão genital feminina.

Com a colaboração do nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé.

Correspondência da Guiné-Bissau

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.