Acessar o conteúdo principal
Cabo Verde

Vulcão do Fogo em Cabo Verde em erupção

Vulcão do Fogo, em Cabo Verde, que entrou em erupção este domingo, 23 de novembro de 2014
Vulcão do Fogo, em Cabo Verde, que entrou em erupção este domingo, 23 de novembro de 2014 DR

O Vulcão do Fogo, em Cabo Verde, entrou este domingo de manhã, 23 de novembro, em erupção, vomitando muita lava, com muito estrondo, o que provocou a evacuação de parte da população.

Publicidade

As autoridades caboverdianas, quer nacionais quer locais, designadamente o governo e a Protecção Civil, estão a aconselhar as pessoas a sairem da zona de Chã das Caldeiras, nas proximidades do Vulcão da ilha do Fogo, porque, segundo previsões, a sua actividade, que era intensa, na tarde deste domingo, poderá continuar.

 

O Primeiro Ministro, José Maria Neves, declarou à Rádio Nacional, estar a seguir de perto a situação, não descartando a hipótese de pedir ajuda internacional:

 

"Estamos, neste momento, a mobilizar todos os meios necessários para garantir a melhor cobertura das pessoas no terreno; tem havido um esforço, para evacuar as pessoas, estamos a acompanhar, minuto a minuto, a situação, e se houver necessidade de mais meios, não havendo disponibilidade a nível nacional, vamos pedir apoio internacional..."   

 

De Cabo Verde, o nosso correspondente, Odair Santos.

 

 

Ainda sobre esta erupão do Vulcão do Fogo, em Cabo Verde, a RFI, ouviu o testemunho de Pedro Pires, dirigente regional do desporto, que esteve "in loco", na localidade de Chã das Caldeiras, onde pôde presenciar a sua actividade vulcânica, que foi, assim, descrita:

 

 "Estou a chegar de Chã das Caldeiras e a actividade vulcânica, está intensa, a estrada principal está cortada e as lavas são comparadas às lavas de 1995, por ocasião da última erupção do Vulcão do Fogo. (...) Já há muita gente que foi evacuada, mas há muita resistência dalgumas pessoas de Chã das Caldeiras, que não querem sair, porque alegam que perdem as suas pertenças e muita coisa; mas a orientação, mesmo da Protecção Civil, é que as pessoas saiam, porque a previsão da actividade intensa é muito mais do que no ano de 1995."

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.