Acessar o conteúdo principal
Moçambique

Dhlakama em digressão por Moçambique para explicar a sua posição

Afonso Dhlakama, líder da Renamo
Afonso Dhlakama, líder da Renamo DR

Afonso Dhlakama, líder da Renamo, principal partido de oposição, iniciou hoje uma digressão de cinco dias nas províncias de Sofala, Manica e Tete, para explicar à população a exigência de um governo de gestão face à alegada fraude eleitoral.

Publicidade

Segundo os resultados anunciados pela Comissão Nacional de Eleições, a Frelimo venceu as eleições gerais de 15 de Outubro, o seu candidato às presidenciais, Filipe Nyusi, tendo obtido 57,03% dos votos assente numa confortável maioria absoluta para os parlamentares desse mesmo partido, com 55,9% dos votos.

Estes resultados foram formalmente contestados a 7 de Novembro pela Renamo que reclama a anulação das eleições, o Conselho Constitucional devendo validar ou rejeitar os dados divulgados pela CNE. Esta contestação e a proposta de um governo de gestão foram alguns dos pontos abordados hoje pelo líder da Renamo na primeira etapa da sua deslocação, na cidade da Beira, na província de Sofala. Mais explicações com Orfeu Lisboa.

Ao dirigir-se à população, Afonso Dhlakama não deixou igualmente de se referir ao estatuto de líder da oposição que começa amanhã a ser debatido na Assembleia da República, Dhlakama tendo tecido advertências sobre uma eventual tentativa de silenciá-lo através da atribuição desse estatuto.

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.