Acessar o conteúdo principal
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Patrice Trovoada pede mais esforços à banca são-tomense

Patrice Trovoada, primeiro-ministro são-tomense.
Patrice Trovoada, primeiro-ministro são-tomense. Miguel Martins/RFI

O primeiro-ministro, Patrice Trovoada, reuniu-se com os bancos comerciais e instou a banca a participar mais activamente no desenvolvimento do país. Enquanto o Banco Central Nacional tenciona baixar a taxa de juro.

Publicidade

O Banco Central de São Tomé e Príncipe reagiu ao pedido do primeiro-ministro e tenciona baixar a sua taxa de juro directora, que actualmente é de 12%, com o intuito de fomentar o investimento.

No entanto apesar da descida da taxa ser "significativa" segundo anunciou a governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe, Maria do Carmo Silveira, nenhuns números foram avançados quanto a essa descida.

Para Ângela Viegas, administradora do pelouro da política monetária do banco central, uma baixa significativa da taxa de juro directora a anunciar até ao fim do ano terá um impacto positivo na banca comercial.

Ouça a entrevista de Ângela Viegas realizada pelo jornalista Adriano Salgueiro.

Entrevista de Ângela Viegas

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.