Acessar o conteúdo principal
MOÇAMBIQUE

Afonso Dhlakama não aceita decisão da Assembleia da República moçambicana

Afonso Dhlakama, líder da Renamo.
Afonso Dhlakama, líder da Renamo. Cristiana Soares

Afonso Dhlakama, líder do principal partido da oposição em Moçambique, reagiu esta sexta-feira na Zambézia ao chumbo do projecto do quadro institucional das autarquias provinciais, apresentado pelo seu partido.

Publicidade

Foi ontem chumbado o projecto do quadro institucional das autarquias provinciais, apresentado pelo principal partido da oposição, a Renamo, através do qual pre­tendia governar em seis provín­cias do centro e norte do país, nomeadamente, Sofala, Mani­ca, Tete, Zambézia, Nampula e Niassa, onde reclama vitória nas eleições gerais de 15 de Outu­bro.

Afonso Dhlakama, líder da Renamo, reagiu na Zambézia, no centro de Moçambique, ao chumbo ontem pela Assembleia da República do ante-projecto da Renamo da criação de províncias autárquicas, já que o movimento da perdiz denuncia fraudes nas últimas eleições e reivindica o direito de administrar as províncias onde terá ganho, apela à Frelimo a reflectir, dizendo-se certo de poder governar.

Ouça aqui o discurso de Afonso Dhlakama, líder do principal partido da oposição, a Renamo.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.