Acessar o conteúdo principal
EUA / Imigração

EUA vão facilitar emissão de vistos para turistas brasileiros, diz Obama

O presidente norte-americano Barack Obama disse hoje que os EUA facilitarão a entrada e turistas brasileiros e chineses.
O presidente norte-americano Barack Obama disse hoje que os EUA facilitarão a entrada e turistas brasileiros e chineses. REUTERS

Para estimular a criação de empregos, o presidente Barack Obama anunciou nesta quinta-feira o objetivo de fazer dos Estados Unidos o primeiro destino turístico do mundo - posto atualmente ocupado pela França. Facilitar a entrada de visitantes brasileiros e chineses é a principal estratégia do governo norte-americano para conseguir esse resultado. Obama quer um aumento de 40% em 2012 na capacidade de tratamento de vistos para turistas no Brasil e na China.

Publicidade

"Quero que no futuro haja mais turistas aqui. Quero que os Estados Unidos sejam o principal destino turístico no mundo", declarou Barack Obama durante visita ao parque de atrações Walt Disney World de Orlando, na Flórida.

"Mais dinheiro gasto por mais turistas significa que mais empresas podem contratar mais empregados", enfatizou Obama. Ele se disse determinado a "tomar medidas concretas (...) para fazer nossa economia crescer e criar mais empregos, aqui na Flórida e no resto do país".

O presidente norte-americano assinou hoje um decreto mobilizando seu governo para estimular a atividade turística e principalmente facilitar a obtenção de vistos.

"Obter um visto não é fácil", reconheceu Obama, em uma referência ao reforço das medidas de segurança após os atentados de 11 de setembro de 2001.

"Evidentemente, a nossa segurança nacional continua sendo uma prioridade (...) e isso não vai mudar", avisou o presidente. "Mas nós queremos também que mais turistas estrangeiros venham aos Estados Unidos, e não há razão que nos impeça de poder fazer ambos".

Obama declarou que deseja facilitar especialmente a vinda de turistas provenientes do Brasil, da Índia e da China, onde o número de pessoas que viajam para o exterior deve crescer muito nos próximos cinco anos.

Turismo

Em 2010, os Estados Unidos eram o segundo destino turístico mundial em número de chegadas, com 59,8 milhões de visitantes. O país ficou muito atrás da França, que tem uma população cinco vezes menor mas acolheu 77,1 milhões de turistas estrangeiros, segundo a Organização Mundial do Turismo.

A Casa Branca afirma que o setor do turismo e das viagens em 2010 representou 2,7 % do produto interno bruto e 7,5 milhões de empregos nos Estados Unidos. Desse total, 1,2 milhões de vagas foram sustentadas somente pelos visitantes estrangeiros.

Obama pediu ao departamento de Estado que aumente em 40% neste ano a capacidade de tratamento de vistos para turistas na China e no Brasil. Certos candidatos considerados como de "baixo risco", como os cidadãos mais jovens e os mais idosos desses dois países, podem ser dispensados da entrevista se já obtiveram um visto no passado.

O governo norte-americano também quer incluir Taiwan na lista de países cujos cidadãos não precisam de visto para entrar nos Estados Unidos. Esse programa de isenção de vistos inclui hoje 36 países, representando 60% dos turistas estrangeiros nos Estados Unidos.

Campanha

A presidência inscreveu essa iniciativa no contexto de sua campanha destinada a valorizar as medidas tomadas unilateralmente por Obama a favor da economia.

O presidente democrata, em campanha para sua reeleição no dia 6 de novembro, opõe esse ativismo à recusa do Congresso, onde seus adversários republicanos estão em posição de força, de adotar as medidas de estímulo que ele defende.

A Flórida, duramente afetada pela crise do crédito imobiliário e suas consequências, é também um Estado crucial na corrida para a Casa Branca. A visita de Barack Obama acontece a dois dias da prévia republicana na Carolina do Sul, na mesma região.

O favorito para ser o candidato republicano, Mitt Romney, ironizou hoje sobre a visita de Obama à Disney World. "É muito apropriado, porque ele parece viver em um mundo de sonhos", disse Romney.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.