Acessar o conteúdo principal
EUA/Terrorismo

Donos das Torres Gêmeas processam companhias aéreas

Torres Gêmeas do World Trade Center em chamas, depois de serem atingidas pelos aviões.
Torres Gêmeas do World Trade Center em chamas, depois de serem atingidas pelos aviões. Reuters

Um juiz federal de Nova York aceitou que os proprietários das Torres Gêmeas do World Trade Center de Manhattan, destruídas nos atentados de 11 de setembro de 2001, reclamem bilhões de dólares às companhias aéreas American Airlines e United Airlines, por negligência.

Publicidade

A decisão do juiz Alvin Hellerstein foi anunciada nesta quarta-feira: as duas companhias aéreas americanas deverão enfrentar um processo na justiça e, se perderem, terão que pagar cerca de US$2,8 bilhões de indenização ao grupo WTCP - World Trade Center Properties.

Os donos das Torres afirmam que sem a negligência das companhias aéreas, os terroristas não teriam subido a bordo nem se apossado dos aviões para lançá-los contra as Torres. 

Não é de hoje que o grupo WTCP quer processar as companhias. Em 2008, eles tentaram entrar na justiça pedindo US$8,4 bilhões, por danos. O juiz Hellerstein acabou decidindo que eles não têm o direito de pedir mais de US$2,8 bilhões, soma que pagaram em julho de 2001 (dois meses antes dos atentados), ao arrendar por 99 anos as quatro torres do complexo.

Por outro lado, as companhias aéreas entraram com uma moção diante do juiz para que rejeitasse o pedido dos proprietários, ressaltando que eles já receberam mais de US$4 bilhões das seguradoras.
O juiz não aceitou o argumento e decidiu que a questão vai ser resolvida no tribunal.

11 de setembro

No dia 11 de setembro de 2001, quatro aviões, dois da United Airlines e dois da American Airlines, foram sequestrados por terroristas da rede Al Qaeda.  Dois aparelhos, um da American e outro da United, foram lançados contra as Torres Gêmeas, em Nova York. Um terceiro avião da American atingiu o Pentágono, em Washington. O último, da United Airlines, caiu em um campo na Pensilvânia, depois que os passageiros enfrentaram os terroristas. Mais de 3.000 pessoas morreram nesse dia.

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.