Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/tornado

Número de vítimas fatais no tornado de Oklahoma cai para 24

Uma das vítimas do tornado em Moore é encontrada com vida debaixo dos escombros
Uma das vítimas do tornado em Moore é encontrada com vida debaixo dos escombros REUTERS/Gene Blevins

O número de mortos no tornado que devastou Moore, nesta segunda-feira, no estado de Oklahoma, baixou para 24 pessoas, anunciou hoje a responsável do Instituto Médico Legal da cidade, Amy Elliot. Um primeiro balanço indicava pelo menos 51 vítimas, além de 40 corpos encontrados nos descombros.

Publicidade

De acordo com a responsável, muitas das vítimas podem ter sido contadas duas vezes, no meio do caos. "É uma boa notícia, mas esse balanço ainda é provisório", disse. Uma das hipóteses é de que, na noite de segunda para terça-feira, as equipes de resgate informaram, por engano, que 40 corpos, ainda não contabilizados, seriam transferidos para o Instituto Médico Legal.

O tornado provocou ventos de até 320 quilômetros por hora, de até três quilômetros de largura. Diversas casas foram destruídas, e duas escolas do ensino fundamental desabaram. Durante um pronunciamento na Casa Branca, logo depois de uma reunião com sua equipe de governo, o presidente Barack Obama prometeu que os Estados Unidos seriam solidários às vítimas.

‘’No momento, continuamos concentrados nas operações de resgate e no trabalho de reconstrução da cidade”, explicou o presidente. Ele decretou na segunda-feira à noite estado de catástrofe natural em Oklahoma, para desbloquear o acesso das autoridades locais à ajuda financeira disponibilizada pelo governo.

Os habitantes de Oklahoma "terão todos os recursos à sua disposição", disse Obama. "Os habitantes de Moore, a cidade que foi mais atingida, devem saber que o país continuará ajudando no que for necessário. Haverá espaços vazios onde antes existiam salas, quartos ou escolas, e precisaremos preencher esse vazio com amor", declarou.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.