Acessar o conteúdo principal
México/Tempestades

Tempestades tropicais deixam dezenas de mortos no México

Várias cidade, principalmente na região do Golfo do México, então alagadas desde o fim de semana.
Várias cidade, principalmente na região do Golfo do México, então alagadas desde o fim de semana. REUTERS/Jacobo Garcia

O México continua sofrendo com duas tempestades tropicais simultâneas, que já mataram pelo menos 34 pessoas e obrigaram outras milhares a deixar suas casas. Enquanto as chuvas de Manuel atingem o país pela costa do oceano Pacífico, Ingrid faz estrago pelo leste do território.

Publicidade

As chuvas e ventos das tempestades tropicais Ingrid e Manuel atingem desde sábado 20 dos 32 Estados mexicanos provocando inundações, desabamentos e transbordando vários rios pelo caminho. Essa é a primeira vez que o México é atingido por dois fenômenos simultâneos. Na segunda-feira, 16 de setembro, o balanço de mortos já era de 34 pessoas, 12 delas apenas em um deslizamento em Veracruz, na região leste.

Pelo menos 23 mil pessoas tiveram que deixar suas casas no Estado, que margeia o Golfo do México. As autoridades já informaram que as escolas da região serão fechadas nessa terça-feira, 17 de setembro.

O furacão Ingrid, que se transformou em tempestade tropical ao atingir a costa na manhã dessa segunda-feira, avança para o centro do país com ventos de mais de 100 km/h. O Centro americano de vigilância dos furacões (NHC), baseado em Miami, estima que o fenômeno deve se acalmar nas próximas horas.

Já na costa do oceano Pacífico, a tempestade Manuel, que entrou no país no sábado, começou a perder força. Os ventos e chuvas atingem principalmente os Estados de Jalisco, Colima e Michoacan, no oeste, além de Guerrero, no sudoeste, onde cerca de 20 mil pessoas tiveram que deixar suas casas durante o fim de semana, segundo as autoridades locais. A região foi praticamente cortada do resto do país.

Outras 22 vítimas fatais foram registradas na estação balneária de Acapulco, capital do estado de Guerrero. Os voos entre a cidade e a capital foram suspensos. A empresa nacional de petróleo, Pemex (Petroleos Mexicanos), chegou a retirar seus funcionários de três plataformas marinhas e fechou temporariamente 24 poços na região.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.