Acessar o conteúdo principal
Costa Rica/eleição presidencial

Eleitores vão ao segundo turno presidencial de apenas um candidato na Costa Rica

Luis Guillermo Solís, candidato do Partido Ação Cidadã (PAC).
Luis Guillermo Solís, candidato do Partido Ação Cidadã (PAC). Reuters

Os costa-riquenos vão às urnas neste domingo (6) para um insólito segundo turno das eleições presidenciais, com apenas um candidato. O centrista Luis Guillermo Solis, do Partido Ação Cidadã, tinha como adversário Johnny Araya, de direita, que se retirou da corrida diante de pesquisas que anunciavam sua derrota.

Publicidade

Terceiro nas pesquisas de opinião para o primeiro turno, realizado dia 2 de fevereiro, Solis surpreendeu ao chegar em primeiro lugar, com 30,8% dos votos, à frente de Johnny Araya (29,6%), do Partido Liberação Nacional (PLN, de direita), da atual presidente Laura Chinchilla. O candidato de direita, José Maria Villalta saiu do páreo ao conseguir apenas 17% dos votos.

Araya, ex-prefeito de San José, anunciou no começo de março que ele se retirava da competição, diante de pesquisas que prenunciavam uma derrota fragorosa de até 45 pontos de diferença com Solis.

“Vamos começar uma etapa importante para a democracai na Costa Rica”, declarou Solis, pedindo que os eleitores fossem votar “logo cedo”.

Os postos de votação abriram às 6h da manhã, no horário local. O horário de término está previsto para às 18h. Cerca de três milhões de costa-riquenhos estão aptos a votar. Os primeiros resultados devem ser anunciados duas horas e meia após fechamento das urnas.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.