Acessar o conteúdo principal
Chile/Inundações

Michelle Bachelet cancela participação na Cúpula das Américas

A cidade de Copiapo, capital da região do Atacama, no norte do Chile, ficou submersa pelas águas.
A cidade de Copiapo, capital da região do Atacama, no norte do Chile, ficou submersa pelas águas. REUTERS/Ivan Alvarado

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, cancelou nesta quarta-feira (1) sua participação na Cúpula das Américas, programada para os dias 10 e 11 de abril, para se dedicar à reconstrução das áreas inundadas após as tempestades que devastaram o norte do país.

Publicidade

"Nós decidimos cancelar os giros internacionais porque ainda há muito a fazer", disse Bachelet. As chuvas excepcionais que atingiram há dez dias o deserto do Atacama, a 800 km ao norte de Santiago, deixaram até agora 23 mortos e 57 desaparecidos, um número que cresce diariamente. As tempestades destruíram mais de 4 mil casas e deixaram 5 mil desabrigados.

Segundo a assessoria de imprensa de Bachelet, a presidente cancelou, além da Cúpula das Américas, uma visita oficial que faria ao Equador.

A Cúpula das Américas pretende reunir cerca de 35 líderes da região, incluindo Dilma Rousseff (Brasil), Barack Obama (Estados Unidos), Raul Castro (Cuba) e Nicolás Maduro (Venezuela). A maior expectativa do evento é um possível encontro entre Obama e Castro, depois da retomada do diálogo entre o regime cubano e a administração americana após meio século de ruptura diplomática.

Também está previsto que dissidentes cubanos e opositores venezuelanos participem de um fórum paralelo, promovido pela Organização dos Estados Americanos (OEA), sobre democracia e direitos humanos.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.