Acessar o conteúdo principal
Chile/ vulcão

Cinzas de vulcão no Chile chegam ao sul do Brasil

Erupção do vulcão Calbuco começou na quarta-feira.
Erupção do vulcão Calbuco começou na quarta-feira. REUTERS/Ivan Alvarado

A atividade do vulcão chileno Calbuco manteve-se instável neste sábado (25). A espessa coluna de cinzas da erupção chegou ao sul do Brasil. A nuvem de cinzas ampliava-se pelo território argentino, parte do Uruguai e já alcançava o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Publicidade

O Calbuco, que entrou em atividade na quarta-feira (22), obrigou as autoridades chilenas a retirar mais de 6,5 mil pessoas de suas casas. Várias companhias aéreas internacionais decidiram cancelar preventivamente os voos para Santiago, Buenos Aires e Montevidéu.

"A ocorrência de processos vulcânicos considerados perigosos somada à instabilidade atual do sistema, que pode evoluir para etapas de maior intensidade no curto prazo, sugere manter o raio de exclusão", disse o Escritório Nacional de Emergência, em seu último relatório.

O vulcão localiza-se na região turística de Los Lagos, a cerca de 900 km ao sul de Santiago. A sua atividade acontece no momento em que outro vulcão do país, o Villarica, também está em fase de erupção.

Degelos e cheia dos rios

A erupção do Calbuco provocou degelos nas montanhas, que geraram a retirada imediata de populações na beira dos rios. O vulcão tem 2.003 metros de altura e está cercado por lagos e rios, que aumentaram seus volumes nas últimas horas devido a avalanches ocorridas após o fenômeno.

Diante da menor atividade do Calbuco, as autoridades chilenas decidiram permitir por algumas horas, neste sábado, a entrada de pessoas que tinham deixado a zona de exclusão de 20 quilômetros. Elas puderam checar a situação de suas casas e animais, além de buscar roupas e medicamentos.

Atividade instável

O vulcão entrou inesperadamente em erupção na tarde de quarta-feira, depois de permanecer dormente por quase meio século. Após permanecer calmo durante a manhã desta sexta-feira, o terceiro vulcão mais perigoso no Chile retomou gradualmente sua atividade no fim do dia.

"Este é um processo [vulcânico] complexo e que pode durar semanas", disse o diretor do Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin), Rodrigo Álvarez.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.