Acessar o conteúdo principal
Colômbia/Ecologia

Deslizamento mata mais de 60 pessoas na Colômbia

Moradores removem entulho e procuram por vítimas soterradas no município de Salgar.
Moradores removem entulho e procuram por vítimas soterradas no município de Salgar. Foto: Reuters

O mais recente balanço divulgado pelo governo colombiano na noite desta segunda-feira (18) confirma que pelo menos 61 pessoas morreram e outras 37 ficaram feridas no deslizamento de terra ocorrido no município de Salgar, região noroeste do país. O povoado de Margarita foi praticamente destruído.

Publicidade

As operações de resgate contam com 166 bombeiros, que retomaram nesta terça-feira (19) os trabalhos em busca de desaparecidos, após a interrupção durante a noite.

A tragédia aconteceu na noite de domingo para segunda-feira em uma área montanhosa do país. As vítimas foram surpreendidas enquanto dormiam. O deslizamento de terra aconteceu por volta das três da manhã, pelo horário local, e atingiu 31 casas, que ficaram danificadas.

De acordo com a prefeita de Salgar, Olga Osorio, a água "levou tudo" o que estava em seu caminho. As chuvas torrenciais dos últimos dias elevaram o nível do rio do vale da Liboriana, um local já considerado de difícil acesso.

Angústia

Depois da tragédia, os moradores aguardavam angustiados na frente do cemitério de Salgar a chegada dos corpos para serem identificados. Dezenas de moradores ainda tentam salvar, com o uso de escavadeiras, alguns objetos que foram tomados pela lama.

O presidente Juan Manuel Santos sobrevoou o local e se reuniu com autoridades locais para discutir as operações de emergência. Santos anunciou uma indenização de cerca de US$ 7 mil dólares para cada família atingida pelo deslizamento.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.