Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/Violência

Dois jornalistas são mortos durante programa ao vivo nos EUA

A repórter Alison Parker, da rede americana WDBJ-TV, segundos antes de ser abatida a tiros nesta quarta-feira, dia 26 de agosto de 2015.
A repórter Alison Parker, da rede americana WDBJ-TV, segundos antes de ser abatida a tiros nesta quarta-feira, dia 26 de agosto de 2015. Reprodução Youtube

Uma repórter e um cinegrafista de um canal afiliado à rede de televisão CBS no estado americano da Virgínia foram mortos durante uma transmissão ao vivo nesta terça-feira (26). Segundo imagens da televisão, os dois jornalistas foram baleados enquanto realizavam uma entrevista. O responsável pelo ataque, um ex-colega de trabalho das vítimas, filmou, divulgou a cena na internet e tentou se matar logo depois.  

Publicidade

Nas imagens gravadas pelo cinegrafista da WDBJ7 antes de ser morto, é possível ouvir os tiros e os gritos da repórter e de uma mulher que estava sendo entrevistada. Logo depois, a câmera cai no chão e filma as pernas do atirador.

De acordo com o gerente do canal, Jeffrey Marks, os jornalistas assassinados são o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, e a repórter Alison Parker, de 24 anos.

"Não conhecemos o motivo. Não sabemos quem é o suspeito ou quem é o assassino", afirmou Marks. Ele acrescentou que o atirador ainda não foi encontrado.

Alison Parker e Adam Ward, a aparesentadora e o cameramen foram assassinados ao vivo neste 26 de agosto de 2015, nos Estados Unidos.
Alison Parker e Adam Ward, a aparesentadora e o cameramen foram assassinados ao vivo neste 26 de agosto de 2015, nos Estados Unidos. AFP PHOTO/WDBJ7

No site da WDBJ7, um comunicado afirma que o ataque foi registrado durante gravação no hotel Bridgewater Plaza, na localidade de Smith Mountain Lake. De acordo com o canal, a polícia cercou o local e realiza buscas pelo atirador.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.