Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/ eleições

Trump diz que enviaria todos os refugiados de volta para a Síria

Pré-candidato republicano Donald Trump faz comício em Keene, no estado de New Hampshire.
Pré-candidato republicano Donald Trump faz comício em Keene, no estado de New Hampshire. REUTERS/Gretchen Ertl

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que, caso seja eleito, enviará os milhares de refugiados sírios de volta ao seu país de origem. "Já digo isso desde agora: o mundo e essas 200 mil pessoas devem saber que vou devolvê-las a seu país", declarou Trump nesta quarta-feira (30) à noite, à rede de televisão CNN.

Publicidade

O pré-candidato demonstrou preocupação que haja terroristas infiltrados entre os refugiados sírios. "Não vamos aceitar 200 mil pessoas que possam ser do grupo Estado Islâmico. Não temos ideia de quem são", afirmou o bilionário, em mais uma afronta à política migratória do presidente Barack Obama.

Trump criticou a gestão do conflito sírio pelo governo americano, classificando-a de uma "debilidade de Obama". O pré-candidato lidera as pesquisas de intenções de voto entre os republicanos, para disputar a presidência dos Estados Unidos pelo partido.

O republicano avalia que o início das operações militares da Rússia na Síria pode ser “uma boa coisa”, se Moscou “atacar e acabar com o [grupo] Estado Islâmico e, talvez, estabilizar a onda de migração”. Em setembro, o secretário de Estado americano, John Kerry, anunciou que os Estados Unidos poderão receber 85 mil refugiados em 2016, dos quais 10 mil são sírios, e mais 100 mil pessoas em 2017.

Com informações AFP
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.