Acessar o conteúdo principal
EUA

Tiroteio em Houston deixa nove feridos; agressor é morto

Policiais cercaram a área de um centro comercial de Houston, onde um tiroteio foi registrado nesta segunda-feira (26).
Policiais cercaram a área de um centro comercial de Houston, onde um tiroteio foi registrado nesta segunda-feira (26). AFP

Um homem abriu fogo nesta segunda-feira (26) em um centro comercial de Houston, no Estado americano do Texas, deixando nove feridos. Segundo a polícia, o agressor foi morto durante troca de tiros com as forças de segurança.

Publicidade

O agressor foi identificado como um advogado do Texas, disse a chefe da polícia de Houston, Martha Montalvo, em uma coletiva de imprensa. Um grupo de agentes investigava nesta segunda-feira se o homem "tinha problemas" no escritório de advocacia no qual trabalhava.

Dos nove feridos, seis foram enviados de urgência a hospitais próximos, enquanto os demais foram atendidos na zona do incidente. Ao menos um dos feridos estava em estado crítico, informou a polícia.

Até o momento, a polícia não tem elementos para especular sobre outro atirador, mas os investigadores rastreavam a atividade do agressor nas redes sociais para tentar determinar os motivos do ocorrido. No entanto, o prefeito de Houston, Sylvester Turner, disse a uma rede local de televisão que aparentemente a causa do ataque foi a deterioração da relação do advogado com a empresa onde atuava.

Agressor foi abatido pela polícia

A polícia recebeu o primeiro alerta às 6h29 locais (8h29 de Brasília) desta segunda-feira, e ao chegar ao centro comercial começou uma forte troca de tiros com o atirador. De acordo com Montalvo, o homem fez muitos disparos contra os agentes. Na troca de tiros, o homem morreu e os agentes revistaram seu corpo e seu veículo para determinar se havia explosivos.

Testemunhas informaram que o atirador começou a disparar contra carros em movimento em uma área próxima a um complexo habitacional, informaram meios de comunicação. "Os tiros eram disparados quase ininterruptamente. Quatro, cinco, seis de cada vez", disse Jaime Zamora, um cinegrafista da rede de televisão de Houston KTRK que presenciou alguns dos tiros. Ele estimou que entre 30 e 50 tiros foram disparados. Redes de televisão locais transmitiram imagens de carros com marcas de balas e janelas quebradas.

As equipes de emergência instalaram uma área de atendimento provisória para as vítimas em um shopping próximo. Enquanto as motivações do crime não foram apuradas, as autoridades pediram que os moradores das proximidades permaneçam abrigados.

Semana de violência nos Estados Unidos

Há pouco mais de uma semana, os Estados Unidos vivem diariamente episódios de violências. Ataques terroristas foram realizados em Nova York e Nova Jersey. No Estado do Minnesota, um ataque com faca foi reivindicado pelo grupo Estado islâmico.

Já a cidade de Charlotte, no Estado da Carolina do Norte, é palco de uma grave tensão racial depois que o afro-americano Keith Lamont Scott, de 43 anos, foi abatido à queima-roupa pela polícia.

(Com informações da AFP)

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.