Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/eleições

“Serei o presidente de todos os americanos”, diz Trump

Correligionários celebram vitória de Trump
Correligionários celebram vitória de Trump Joe Raedle/Getty Images/AFP JOE RAEDLE / GETTY IMAGES NORTH AMER

Em seu discurso de vitória nesta quartata-feira (9), Donald Trump falou em unir o país e governar para todos os americanos. Mas fez questão de dizer que a sua não foi uma campanha política convencional e sim um movimento social a la Obama formado por trabalhadores de todas as cores e credos interessados na reconstrução do país.

Publicidade

Eduardo Graça, correspondente da RFI em Nova York

“Serei o presidente de todos os americanos", disse Trump, se comprometendo a tratar com justiça todos os países. Cercado por seus familiares, o novo presidente americano disse que sua adversária, Hillary Clinton, o telefonou para felicitá-lo por sua vitória e disse que os Estados Unidos têm uma "dívida de gratidão" com ela.

O novo presidente eleito também afirmou que sua experiência como empresário será seu guia no governo e fez muitas promessas, incluindo a do crescimento imediato do PIB duas vezes maior do que o deste ano e o de que os EUA voltarão a ser o número um no cenário internacional.

Presidente eleito agradece lobby das armas de fogo

Trump também agradeceu o poderoso lobby das armas de fogo e algumas das figuras que devem ter força em seu governo, como o ex-prefeito de NY Rudy Giuliani e o governador de Nova Jersei, Chris Christie.

E já falou em governar os EUA não apenas por 4 mas por 8 anos, pensando na reeleição. Foi um momento inegavelmente histórico, já que Trump é o primeiro cidadão a chegar à Casa Branca sem jamais ter ocupado um cargo público ou militar.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.