Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/leilão

Telefone vermelho de Hitler é leiloado nos EUA

Telefone vermelho de Hitler, "telefone da destruição", foi vendido em leilão por 239 mil euros.
Telefone vermelho de Hitler, "telefone da destruição", foi vendido em leilão por 239 mil euros. HO / Alexander Historical Auctions / AFP

O telefone vermelho de Adolfo Hitler, apresentado como "a arma mais destrutiva" da história, foi vendido por US$ 243 mil (cerca de R$ 801 mil).

Publicidade

O anúncio foi feito neste domingo pela famosa casa de leilões Alexander Historical Auctions, em Maryland, nos EUA, que tinha avaliado o objeto em até US$ 300 mil (R$ 900 mil).

O telefone de Hitler, encontrado em seu bunker após a derrota da Alemanha nazista, tem uma suástica e uma águia, símbolos do Terceiro Reich. O leilão, realizado no domingo no estado de Maryland, costa leste dos Estados Unidos, recebeu ofertas de todo o mundo, inclusive por telefone, e envolveu mais de mil objetos pertencentes ao ditador.

A estimativa foi feita levando em conta "a rareza e o aspecto único" do telefone, segundo o representante da casa Alexander, Andreas Kornfeld. O nome do comprador foi mantido em sigilo.

Foi com esse aparelho, entregue a Adolf Hitler pela Wehrmacht, o exército do Terceiro Reich, que o líder nazista deu a maior parte de suas ordens nos últimos dois anos da Segunda Guerra Mundial, de acordo com a Alexander Historical Auctions.

Objeto foi recuperado por militar britânico

O objeto foi recuperado por um militar reformado britânico, Ralph Rayner, que viajou a Berlim no começo de maio de 1945, no dia seguinte da rendição dos nazistas. Rayner recebeu o telefone das mãos dos soviéticos e depois o entregou a seu filho.

Mais de 70 anos depois, o aparelho Siemens perdeu parte da cor vermelha, deixando em descoberto o preto original. Trata-se, "provavelmente", segundo Alexander, “da arma mais destrutiva de todos os tempos, que mandou milhões de pessoas para a morte em todo o mundo".

(Com informações da AFP)

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.