Acessar o conteúdo principal

Banco central americano eleva taxa de juros pela segunda vez no ano

O banco central americano elevou a taxa de juros em 0,25% em 14 de junho de 2017
O banco central americano elevou a taxa de juros em 0,25% em 14 de junho de 2017 FreeGreatPicture.com

Sem supresa, a taxa de juros subiu com base em estatísticas que apontam a solidez do mercado de trabalho no país. O banco mantém a projeção de mais um aumento neste ano.

Publicidade

O banco central americano (Federal American Reserve) o Fed, subiu a taxa de juros em 0,25 ponto percentual, situando-se numa faixa entre 1% e 1,25%.

Esta foi a segunda vez que o banco subiu a taxa de juros neste ano, sendo a primeira em março, quando a faixa ficou entre 0,75% e 1%. O Fed prevê ainda mais um aumento dos juros em 2017, e três aumentos em 2018.

A decisão não foi unânime. Neel Kashkari, de Minneapolis, membro do Comitê Monetário, votou contra, por considerar a política monetária atual mais flexível. Mas para o banco, o mercado de trabalho continuou a se fortificar e foi registrado um crescimento econômico moderado de 1,2% no primeiro trimestre.  Quanto à taxa de desemprego no mês de maio, caiu para 4,3%.

Decisão esperada

O mercado já esperava esse aumento apesar dos sinais híbridos da economia, principalmente na inflação. E os gastos de consumo, que representam mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, cresceu a uma taxa de 0,6%.

O Fed julga que o o mercado de trabalho se solidificou e que as despesas dos consumidores aumentaram nos últimos meses. Em compensação, o banco reconhece que a inflação baixou recentemente, situando-se um pouco abaixo do objetivo de 2% , sua referência para uma economia "saudável".

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.