Acessar o conteúdo principal

EUA sancionam entidades chinesas e russas por colaborar com programa nuclear da Coreia do Norte

O líder norte-coreano, Kim Jong-Un
O líder norte-coreano, Kim Jong-Un KCNA via REUTERS/File Photo REUTERS

O Tesouro dos Estados Unidos anunciou sanções nesta terça-feira (22) contra 10 organizações e 6 indivíduos russos e chineses, que estariam ligados ao desenvolvimento do programa nuclear da Coreia do Norte.

Publicidade

"Continuaremos apontando para aqueles que apoiam o desenvolvimento dos programas nucleares e balísticos e isolando-os do sistema financeiro americano", disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, citado em um comunicado.

"É inaceitável que indivíduos e companhias na China, Rússia e outras partes ajudem a Coreia do Norte a gerar rendas usadas para desenvolver armas de destruição em massa e desestabilizar a região", acrescentou.

Congelamento de bens

A decisão visa o congelamento dos bens nos Estados Unidos das pessoas e entidades designadas e proíbe os cidadãos americanos de fazer negócios com elas.

Entre os grupos sancionados estão a sociedade Dandong Rich Earth Trading, baseada na China, e Gefest-M, com sede em Moscou.

As sanções atingem em particular importantes exportadores de carvão, como a empresa chinesa Zhicheng, sobre as quais se apoia o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, para desenvolver dos programas nucleares e balísticos. O comércio de carvão gera mais de US$ 1 bilhão por ano .

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.