Acessar o conteúdo principal

Tempestade Harvey é tragédia mais cara dos EUA: US$ 42 bilhões

Desabrigados pela tempestade tropical Harvey em Houston, Texas, em 28 de agosto de 2017.
Desabrigados pela tempestade tropical Harvey em Houston, Texas, em 28 de agosto de 2017. Texas Military Department/Handout via REUTERS

A tempestade tropical Harvey atinge novamente nesta quarta-feira (30) a fronteira entre os estados do Texas e da Louisiana, causando novas precipitações na região Sul dos Estados Unidos, paralisada pelas inundações históricas.

Publicidade

O furacão, que atingiu a costa norte-americana na sexta-feira (25) à noite, a cerca de 350 km de Houston, já matou 18 pessoas, e deixou dezenas de milhares de desabrigados. O dano é estimado em 42 bilhões de dólares, um dos mais caros na história norte-americana.

Houston, a quarta aglomeração mais populosa do país, com cerca de 6,8 milhões de habitantes, passou por cinco dias consecutivos de chuvas intensas. Entre 10 a 30 cm de precipitação ainda são esperados pelos meteorologistas ao norte e a leste da metrópole, bem como no sudoeste da Louisiana.

Em Nova Orleans, o fantasma do Katrina

No entanto, as chuvas devem diminuir em Houston à medida que a tempestade se aproxima da Louisiana. Harvey deverá se enfraquecer à medida que avança para o interior e deverá chegar na quinta-feira (31) ao Mississippi, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS). Mas em Nova Orleans, cidade que foi devastada há 12 anos pelo Katrina, as autoridades e a população se preparam nesta quarta para a chegada do Harvey.

O serviço meteorológico dos Estados Unidos prevê que a tempestade será rebaixada a depressão tropical (ventos com velocidade de até 61 km/h) nesta quarta-feira à noite. De acordo com números fornecidos na manhã de terça-feira (29) pelas autoridades, aproximadamente 50 mil habitações sofreram danos devido às inundações.

Uma indústria química do grupo francês Arkema também foi evacuada, bem como a população vivendo em um raio de 2,5 km ao redor da instalação. As autoridades temem uma explosão.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.