Acessar o conteúdo principal
Trump

Ex-conselheiro de Trump admite contato com russos antes das eleições

Putin, Clinton e Trump ilustrando matrioscas russas.
Putin, Clinton e Trump ilustrando matrioscas russas. Photo Kirill Kudryavtsev. AFP

Mais um ex-conselheiro da campanha presidencial de Donald Trump admitiu, oficialmente, ter se encontrado com autoridades russas em 2016, revelou neste sábado (4) o jornal The New York Times.

Publicidade

Nos últimos meses, o ex-conselheiro de campanha Carter Page concedeu várias entrevistas à imprensa, negando sempre ter se encontrado com membros do governo russo durante sua viagem a Moscou no verão de 2016. Carter insistia que só havia tido encontros com intelectuais russos.

Agora, porém, The New York Times revela que Carter enviou um e-mail a um outro conselheiro da campanha de Trump, no qual relatava suas impressões da reunião que tivera com membros do governo russo.

Segundo o jornal, o e-mail foi lido em voz alta pela comissão parlamentar de inquérito que, reunida a portas fechadas na quinta-feira (2), investiga a interferência russa nas eleições presidenciais americanas de 2016.

Não foi o primeiro

Na segunda-feira (30), o procurador especial encarregado da investigação sobre os russos, Robert Mueller, indiciou Paul Manafort, antigo diretor de campanha de Donald Trump, e seu assistente, Richard Gates, por conspiração contra os Estados Unidos e lavagem de dinheiro.

No mesmo dia, outro ex-conselheiro da campanha, George Papadopoulos, confessou ter mentido em depoimento ao FBI durante uma audiência que investigava seus contatos com autoridades estrangeiras antes das eleições presidenciais.

(Com agência AFP)

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.