Acessar o conteúdo principal
Américas

"Bonecas trans" vendidas para crianças são apreendidas no Paraguai

As lojas em que as bonecas eram vendidas foram fechadas.
As lojas em que as bonecas eram vendidas foram fechadas. Antonio Del Puerto / AFP

Autoridades da fronteiriça Cidade do Leste, no Paraguai, apreenderam nessa terça-feira (9) centenas de caixas de "bonecas trans" e fecharam as lojas em que elas eram vendidas. O procedimento foi ordenado pela funcionária pública Sandra Zacarías, após a denúncia de turistas e moradores dessa cidade localizada na tríplice fronteira com o Brasil e a Argentina e a cerca de 300 km de Assunção.

Publicidade

"Enquanto eu for responsável por esse tipo de fiscalização, esse tipo de artigo não será vendido. Essa comunidade é pró-vida, pró-família", declarou Zacarías.

“Valores familiares”

A apreensão e a interdição das lojas que vendiam as "bonecas trans" ocorreram após denúncias de "cidadãos indignados", explicou o advogado da prefeitura, Cristian Cabral.

Um dos denunciantes relatou ter comprado uma das bonecas para presentear sua filha. O brinquedo tinha características femininas externas, como um laço na cabeça e uma roupa de bebê rosa, mas ao abrir a caixa (também rosa) em casa, ele descobriu que no lugar de uma vagina havia um pequeno pênis.

De acordo com Cabral, as medidas adotadas buscam "resgatar e proteger os valores familiares e os direitos das meninas, que poderiam ser afetados de maneira negativa".

Presente de Natal

No final do ano passado, uma polêmica sobre a mesma boneca ganhou as redes sociais após o brinquedo ter sido distribuído pelo Governo de Goiás. O presente foi dado a crianças carentes em uma ação natalina pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), com apoio do governo estadual.

 

(Informações da agência AFP)

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.