Acessar o conteúdo principal
Trump/muro

Sem fundos para construir muro, Trump ameaça fechar fronteira com México

Projeto do muro de Trump na fronteira com o México.
Projeto do muro de Trump na fronteira com o México. PEDRO PARDO / AFP

O presidente Donald Trump ameaçou, nesta sexta-feira (28), fechar "completamente" a fronteira EUA-México, a menos que o Congresso aprove recursos para financiar um muro fronteiriço, em meio a uma queda de braço que levou à paralisação parcial do governo desde 22 de dezembro.

Publicidade

O presidente Donald Trump ameaçou, nesta sexta-feira (28), fechar "completamente" a fronteira EUA-México, a menos que o Congresso aprove recursos para financiar um muro fronteiriço, em meio a uma queda de braço que levou à paralisação parcial do governo desde 22 de dezembro.

“Seremos forçados a fechar a fronteira sul completamente se os democratas obstrucionistas não nos derem o dinheiro para terminar o muro”, tuitou Trump, exigindo ao mesmo tempo mudanças “nas ridículas leis migratórias”.

O milionário argumentou em seguida que considerava o fechamento da fronteira como uma “operação rentável”, justificando que os “Estados Unidos perdem dinheiro” com o tratado de livre comércio entre EUA, Canadá e México. O alerta de Trump surge no meio da paralisação parcial do governo, depois que os congressistas fracassaram em sua tentativa de chegar a um acordo sobre o financiamento ao muro de Trump.

Sem muro, sem acordo

Enquanto os democratas se recusam a destinar US$ 5 bilhões para o projeto, o presidente garante que não aprovará nenhum acordo orçamentário. Em novembro, Trump já tinha ameaçado fechar "toda a fronteira" com o México. Dias depois, as autoridades americanas fecharam uma passagem no sul da Califórnia, quando centenas de imigrantes - parte da "caravana" condenada por Trump e procedente da América Central - tentaram forçar uma cerca na cidade mexicana de Tijuana.

As negociações na quinta-feira (27) entre democratas e republicanos não conseguiram colocar um fim ao “shutdown” nos Estados Unidos. A paralisação parcial da administração federal, que colocou milhares de funcionários em desemprego técnico, vai se estender pelo menos até a metade da próxima semana.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.