Acessar o conteúdo principal
Ataque/Canadá

Padre católico é apunhalado em plena missa no Canadá

St. Joseph Oratory, em Montreal, meca turística do Canadá.
St. Joseph Oratory, em Montreal, meca turística do Canadá. Wikipedia

Um padre foi atacado com uma faca enquanto celebrava missa nesta sexta-feira (22) no St. Joseph Oratory, em Montreal, no Canadá, por um homem que foi imediatamente detido pela polícia local. O padre Claude Grou, reitor do oratório católico, meca turística da cidade de Québec e maior igreja do país, ficou levemente ferido. Ele foi hospitalizado, mas sua vida não corre perigo, segundo as autoridades.

Publicidade

"Sua condição física é estável e nossas orações estão com ele", afirmou a diocese de Montreal. Nenhuma informação ainda foi revelada sobre a identidade ou os motivos do homem que atacou o padre durante a missa matinal, com a presença de cerca de 50 pessoas. Como todas as manhãs, a missa era transmitida ao vivo no canal de TV católico Salt and Light, que transmite missas por satélite e internet.

A televisão canadense mostrou imagens de agressão: um jovem armado com uma faca, vestindo um casaco e um boné de beisebol, persegue o padre Grou diante do altar e o apunhala, deixando-o no chão. Gritos surgem da plateia. O padre se levanta rapidamente, enquanto o atacante é dominado por guardas do oratório. Minutos depois, a polícia, avisada por testemunhas, chegou ao local e prendeu o homem.

"O suspeito foi preso pela polícia e levado para o centro de detenção, onde será recebido pelos investigadores", disse Caroline Chèvrefils, porta-voz do Departamento de Polícia da cidade de Montreal.

“Gesto horrível”

De acordo com um assistente da missa, entrevistado pela Rádio Canadá, o atacante é um homem "branco" de "alta estatura". "Eu o vi desembainhar sua faca e, correndo, voou até o padre", testemunhou Adele Plamondon. "Quando eu vi isso, eu gritei para alertar a segurança, eles vieram correndo".

Jean-François Lefèbvre, trabalhador que trabalhava em frente ao oratório, testemunhou a chegada da polícia. "Acho uma pena, especialmente porque temos dois milhões de turistas que vêm ao oratório a cada ano", disse. "Do ponto de vista do que aconteceu em Christchurch, todos os locais de culto podem ser alvo", acrescentou, referindo-se ao ataque a dois locais de culto muçulmanos que deixou 50 vítimas na Nova Zelândia na semana passada.

A prefeita de Montreal, Valérie Plante, imediatamente denunciou no Twitter um "gesto horrível e indesculpável que não tem lugar em Montreal". O oratório de São José fica no alto de da cidade, como a igreja de Sacré-Coeur em Paris, e atrai milhões de visitantes a cada ano.

(Com informações da AFP)

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.