Acessar o conteúdo principal
Protestos/Bolsonaro

Bolsonaro no Texas, antes de encontrar Bush: estudantes brasileiros são “idiotas úteis”

Estudantes protestam em Brasília contra cortes de verbas para a Educação, em 15 de maio de 2019.
Estudantes protestam em Brasília contra cortes de verbas para a Educação, em 15 de maio de 2019. REUTERS/Adriano Machado

De Dallas, nos Estados Unidos, o presidente brasileiro Jair Bolsonaro reagiu às manifestações no Brasil desta quarta-feira (15) contra o corte de verbas em universidades públicas. “São massa de manobra” e “não sabem a fórmula da água”, disse sobre os manifestantes, que protestaram em diversas capitais brasileiras.

Publicidade

Bolsonaro descaracterizou os protestos que aconteceram em várias cidades nesta quarta-feira e disse que são “militantes, uns idiotas úteis, uns imbecis”. “Uma minoria que compõe o núcleo de várias universidades”, continuou o chefe de Estado.

Segundo informações da imprensa brasileira, Bolsonaro primeiro afirmou que “não há cortes” na Educação, mas depois foi obrigado a admitir que, por causa da crise, teve que fazer o contingenciamento. Ele afirmou ainda que pegou o Brasil “economicamente destruído” e com “baixa arrecadação”.

Bolsonaro deve se reunir com o ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, durante 15 minutos em seu escritório e receberá amanhã uma homenagem de empresários da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Ida controvertida aos Estados Unidos

Em Nova York, vários patrocinadores de um jantar de gala, onde o presidente brasileiro Jair Bolsonaro deveria receber esse mesmo prêmio -"Personalidade do Ano"-, na última quarta-feira (14), se retiraram do evento na última hora. Diversos ativistas fizeram pressão para que a premiação fosse cancelada, o que de fato aconteceu.

Na ocasião, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou que "Jair Bolsonaro acaba de aprender da maneira mais difícil que os nova-iorquinos não fecham os olhos para a opressão".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.