Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/Tiroteio

Polícia identifica atirador que matou 12 pessoas em Virginia Beach, nos EUA

Polícia retira vítimas do tiroteio em um prédio municipal de Virginia Beach, nessa sexta-feira 31 de maio de 2019.
Polícia retira vítimas do tiroteio em um prédio municipal de Virginia Beach, nessa sexta-feira 31 de maio de 2019. WAVY-TV/NBC/via REUTERS

As autoridades americanas identificaram neste sábado (1) o atirador que matou 12 pessoas na sexta-feira (31), em Virginia Beach, nos Estados Unidos. A polícia americana informou que o homem que foi abatido após o tiroteio é Dewayne Craddock, um funcionário público municipal, de aproximadamente 40 anos.

Publicidade

Dewayne Craddock trabalhava há 15 anos para a prefeitura do balneário da costa leste dos Estados Unidos. Ele estava fortemente armado quando invadiu um prédio público da cidade de 450.000 habitantes a quase 300 km de Washington. Outras armas foram encontradas em sua residência.

Os 12 mortos também foram identificadas. O nome do atirador foi pronunciado apenas uma única vez durante a emocionante entrevista coletiva, concedida neste sábado. As autoridades preferiram recordar as 12 vítimas fatais, sete homens e cinco mulheres.

Onze mortos eram funcionários do município e, portanto, colegas de trabalho de Dewayne Craddock. Cada vítima foi apresentada sobriamente, com uma foto e o tempo que trabalharam para a cidade. O tiroteio também deixou quatro feridos graves, que permanecem hospitalizadas.

Motivos desconhecidos

A policia não revelou os motivos de seu ato e disse que a investigação ainda esta em curso. O prédio onde ocorreu o tiroteio permanecia interditado e cercado pelas forças de ordem neste sábado. Agentes do FBI participam da investigação.

As autoridades se recusaram a dizer se o atirador era alvo de uma medida disciplinar ou se havia antecedentes judiciais. Segundo o Wall Street Journal, ele teria sido demitido recentemente.

Este novo tiroteio nos Estados Unidos levanta mais uma vez o debate sobre o controle de armas de fogo no pais, um tema que deve voltar a dominar a campanha eleitoral presidencial americana.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.