Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos/México

Trump intensifica ataques ao México por imigração ilegal

O presidente americano Donald Trump em Washington, durante coletiva sobre sua nova política migratória, em 16 de maio de 2019.
O presidente americano Donald Trump em Washington, durante coletiva sobre sua nova política migratória, em 16 de maio de 2019. MANDEL NGAN / AFP

Donald Trump intensificou neste domingo (2) os ataques contra México por causa da imigração ilegal. O chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, garantiu que o presidente dos Estados Unidos está falando "absolutamente e sério" sobre impor tarifas às importações do seu vizinho do sul.

Publicidade

"As pessoas disseram durante anos que deveríamos falar com o México. O problema é que o México 'abusa' dos Estados Unidos. Ele tira, mas nunca dá", tuitou Trump no domingo.

O presidente surpreendeu ao anunciar nessa semana que iria impor tarifas progressivas a todas as importações do México, começando com 5% em 10 de junho e chegando a 25% em outubro. A ameaça desconcertou os republicanos no Congresso e abalou os mercados mundiais, já temerosos pela guerra comercial entre Washington e Pequim.

Ao garantir que Trump fala a sério, o chefe de gabinete da Casa Branca, disse, ao programa "Fox News Sunday" que “espera totalmente que essas tarifas entrem pelo menos em nível de 5% em 10 de junho."

Secretário do Tesouro rejeita medida

O jornal The New York Times informou que a medida, impulsionada pelos adeptos de uma linha dura contra a imigração, foi rejeitada pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, pelo representante comercial, Robert Lighthizer, e pelo genro de Trump, Jared Kushner, intermediário crucial da Casa Branca com o México.

Os ataques americanos também ocorreram apesar dos esforços de conciliação do presidente mexicano. Andrés Manuel López Obrador disse no sábado que autoridades do governo dos EUA estão dispostas a "chegar a acordos e compromissos".

A Casa Branca informou que Kushner, Lighthizer e o secretário de Estado Mike se encontrarão com representantes do governo Lopez Obrador em Washington nesta semana. A reunião visa explicar o que os mexicanos poderiam fazer para evitar tarifas.

"O México está enviando uma grande delegação para falar sobre a fronteira. O problema é que eles estão 'conversando' há 25 anos. Queremos ação, palavras", retuitou Trump neste domingo. " Se quiserem, eles poderiam resolver a crise das fronteiras em um dia. Caso contrário, nossas empresas e empregos estão voltando para os Estados Unidos", insistiu.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.