Acessar o conteúdo principal
Estados Unidos

Incêndios na Califórnia obrigam 50 mil pessoas a deixarem suas casas

Un incendio forestal impulsado por el viento continúa ardiendo en Canyon Country, al norte de Los Ángeles, California, EE.UU., el 25 de octubre de 2019.
Un incendio forestal impulsado por el viento continúa ardiendo en Canyon Country, al norte de Los Ángeles, California, EE.UU., el 25 de octubre de 2019. REUTERS/Gene Blevins TPX IMAGENES DEL DÍA

Os bombeiros na Califórnia continuam a combater diversos incêndios neste sábado (26), entre eles um ao norte de San Francisco e outro perto de Los Angeles. Cortes de energia preventivos devem afetar centenas de milhares de pessoas durante o fim de semana.  

Publicidade

O incêndio "Kincade" devora a região vinícola de Sonoma, perto de San Francisco, desde quarta-feira (23) à noite. O xerife deste condado ordenou neste sábado a evacuação de cerca de 50 mil pessoas da área da Baía de San Francisco, devido às previsões de que os ventos secos e quentes reforcem os incêndios florestais.

"Estamos evacuando porque este incêndio é muito perigoso", disse Mark Essick à imprensa.

Mais de mil bombeiros, apoiados por uma dezena de aviões-cisterna e cem caminhões, tentavam combater o fogo. Na noite de sexta (25), o incêndio se estendeu por mais de 9 mil hectares e destruiu pelo menos 49 prédios, segundo os Bombeiros da Califórnia.

Une vue aérienne d'un incendie dans le comté de Los Angeles en Californie, le 24 octobre 2019.
Une vue aérienne d'un incendie dans le comté de Los Angeles en Californie, le 24 octobre 2019. Michael Dubron/via REUTERS

Os fortes ventos tornaram as condições meteorológicas altamente propícias à expansão do fogo. "Este é definitivamente um evento que chamamos de histórico", disse o meteorologista David King, citado no jornal Los Angeles Times.

“Zona de guerra”

O governador do estado, Gavin Newsom, esteve no local e disse à imprensa que parecia "uma zona de guerra". A maior companhia de serviços públicos do estado, a Pacific Gas & Electric Co., anunciou na sexta planos de cortar o fornecimento de energia para 850 mil lares a partir deste sábado em 36 condados, devido a prognósticos de "clima seco, caloroso e ventoso", um "evento climático que poderia ser o mais poderoso na Califórnia em décadas". A medida afetará 2 milhões de pessoas, segundo a imprensa local.

As autoridades ainda não determinaram a causa do fogo, mas a PG&E informou um incidente em uma de suas linhas perto do ponto de origem do incêndio Kincade apenas sete minutos antes de as chamas começarem, disse a imprensa local nesta quinta.

As autoridades evacuaram todos os habitantes do pequeno povoado de Geyserville e da região de vinhedos ao redor, inclusive um que pertence ao famoso diretor americano Francis Ford Coppola.

Muitos moradores de Geyserville saíram às pressas assim que viram o aumento das chamas. "Pensamos que o incêndio estava a 3 km de distância, mas não levamos em conta o vento. De fato, o incêndio se movia a 20 km/h", explicou ao Los Angeles Times Dwight Monson, de 68 anos.

Milhares de bombeiros em ação

A centenas de quilômetros ao sul, outro incêndio chamado "Tick", estava apenas 10% contido na sexta à noite, cobrindo 1.600 hectares, segundo os bombeiros. O incêndio, que ocorreu na quinta à tarde, ameaçou quase 10 mil prédios nesta área ao norte de Los Angeles.

"As temperaturas de 30 graus, com baixa umidade, se combinarão com ventos de até 100 km/h para criar condições favoráveis ao comportamento extremo do fogo e à rápida propagação", tuitaram os serviços meteorológicos.

As autoridades locais foram de porta em porta em Santa Clarita, a 50 km de Los Angeles, para alertar os moradores sobre a chegada das chamas e pedir que eles fossem embora, informou a mídia local. Todas as escolas da região permaneceram fechadas na sexta-feira.

Segundo as autoridades, o incêndio queimou pelo menos seis casas. Para combater o incêndio Tick, o Departamento de Bombeiros da Califórnia mobilizou mais de 1,3 mil homens, assistidos por quatro helicópteros.

A temporada de incêndios regularmente causa estragos na Califórnia. No início de novembro de 2018, o incêndio "Camp Fire" destruiu a pequena cidade de Paradise, no norte do estado, deixando um saldo de 86 mortos e dezenas de milhares de deslocados.

Com informações AFP

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.