Acessar o conteúdo principal
Eleições 2010/França

Em Paris, resultados das eleições antecipam segundo turno

Fila em frente ao consulado brasileiro em Paris, neste domingo: cerca de 4 mil eleitores compareceram ao local para votar.
Fila em frente ao consulado brasileiro em Paris, neste domingo: cerca de 4 mil eleitores compareceram ao local para votar. Foto: João Alencar/RFI

Dilma obteve 46,2% dos votos na capital francesa. De acordo com o consulado brasileiro na França, cerca de 2150 mil brasileiros foram às urnas, mas a metade dos cerca de 4 mil eleitores que se inscreveram para votar não compareceu. A votação terminou às 17h, horário local.

Publicidade

Com reportagem de João Alencar

Se depender dos resultados oficiais em Paris, haverá segundo turno nas eleições presidenciais. Segundo informações do consulado, a candidata do PT, Dilma Rousseff, obteve 46,2% dos votos, José Serra (PSDB) 29,6% dos votos e Marina Silva (PV) 22,1%.  Cerca de 2.150 mil eleitores votaram na capital francesa neste domingo, mas mais de 4 mil estavam inscritos, quase o dobro em relação a 2006. Em Paris, o consulado, situado na avenida Franklin Roosevelt, encerrou a votação às 17h, horário local.

Na Itália, Dilma recebeu 44% dos votos válidos. José Serra ficou com 32 % e Marina Silva obteve 19%. Cerca de 200 mil eleitores brasileiros estão aptos a votar no exterior para presidente da República, mas o número representa apenas 6% dos três milhões de brasileiros que moram fora do país, segundo o Ministério das Relações Exteriores. Os brasileiros que estão em Paris e não conseguirem votar neste domingo devem justificar a ausência 30 dias após o retorno ao país.

Pode haver segundo turno, segundo pesquisas

Depois de atingir quase 57% dos votos válidos em um levantamento publicado pelo Instituto Datafolha em agosto, Dilma Rousseff (PT) perdeu quase 7 pontos percentuais na preferência dos eleitores. Segundo a última pesquisa, publicada neste sábado à noite, a candidata de Lula à presidência teria 50% dos votos nas eleições deste domingo. O resultado da pesquisa do Ibope não é muito diferente: Dilma tem, atualmente, 51% da preferência dos eleitores. Levando-se em consideração a margem de erro de dois pontos, um segundo turno não está descartado.

Os índices da candidata recuaram na última semana, afetados pelo escandâlo de corrupção envolvendo sua substituta na Casa Civil, a ex-ministra Erenice Guerra. Mas de acordo com ambas as pesquisas, no caso de um segundo turno no dia 31 de outubro. Segundo o Datafolha, Dilma ganharia as eleições com facilidade, aponta que Dilma receberia 52% dos votos válidos, e Serra, 40%. Em entrevista à imprensa brasileira, Dilma diz estar preparada para um eventual segundo turno.


 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.