Acessar o conteúdo principal
O Mundo Agora

Dilma tranquilizou os investidores internacionais

Áudio 05:00
A presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff, no dia seguinte da eleição, em Brasília.
A presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff, no dia seguinte da eleição, em Brasília. Reuters

"Visto da Europa, o interesse pelas eleições presidenciais brasileiras limita-se a duas grandes questões: a política econômica e a política externa. Qual será o caminho que a presidenta Dilma escolherá? O peso do Brasil no mundo não é avassalador e com as eleições legislativas americanas, três dias depois do pleito brasileiro, o Brasil passa rapidamente para a categoria de notícia de ontem. Mas, ao mesmo tempo, não dá mais para ignorar o que se passa no Pindorama. Pode não ser uma grande potência, mas começa a ter influência em vários temas da agenda internacional, desde energia, mercados agrícolas, mudança climática, regulação da economia global, sem falar na sua diplomacia que, hoje, tem capacidade de tomar iniciativas tão arrojadas e controversas como a negociação nuclear com Irã." Ouça a crônica de política internacional de Alfredo Valladão. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.