Acessar o conteúdo principal
Brasil/Repercussão

Imprensa internacional repercute condenações do Mensalão

O depultado José Genoíno, o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares.
O depultado José Genoíno, o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. fotomontagem/ RFI-ABr

A condenação de José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares por corrupção ativa, anunciada ontem pelo Supremo Tribunal Federal (STF), recebe amplo destaque nas agências de notícias e sites de informação internacionais nesta quarta-feira. Os títulos citam principalmente Dirceu, "homem forte" do ex-presidente Lula.

Publicidade

Na França, o site do Le Monde afirma em manchete que três próximos do ex-presidente Lula foram condenados por corrupção. O jornal explica que Dirceu, Genoíno e Delúbio foram sancionados por terem participado do esquema do Partido dos Trabalhadores de compra de votos no Congresso, durante o primeiro mandato de Lula.

O STF só vai pronunciar as sentenças no fim do julgamento, destaca o Le Monde, avaliando que o escândalo do Mensalão não prejudicou o PT nas eleições de municipais de domingo. "O partido enfrenta dificuldades em algumas cidades, mas progrediu 14% em relação ao primeiro turno de 2008, e a presidente Dilma Rousseff desfruta de 77% de popularidade", constata o jornal francês.

Na Espanha, o jornal El Pais dá ênfase à condenação do ex-ministro da Casa Civil. Ao lado de Genoíno e Delúbio, "eles formavam o núcleo forte do PT e subornaram com dinheiro público parlamentares de quatro partidos hoje aliados do governo", informa o diário espanhol. Para El Pais, a maior surpresa foi a condenação de Dirceu, pois dos 11 juízes do Supremo oito foram nomeados por Lula e pela presidente Dilma Rousseff. El Pais diz que há grande expectativa quanto à reação de Lula às condenações. "Ele sempre considerou este processo um golpe político por parte dos que não aceitam que um torneiro mecânico tenha chegado ao poder", nota El Pais.

O português O Público também destaca em manchete a condenação de Dirceu, o "homem forte" de Lula. "José Dirceu, José Genoíno e Delúbio Soares foram julgados, com mais sete acusados, por causa do desvio de fundos públicos para comprar apoio político no Congresso", informa o diário português.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.