Acessar o conteúdo principal
Brasil/Copa 2014

Willian e Bernard dizem estar preparados para entrar no lugar de Neymar

O jogador brasileiro Willian durante a coletiva neste domingo, 6/7/2014, na Granja Comary.
O jogador brasileiro Willian durante a coletiva neste domingo, 6/7/2014, na Granja Comary. Reuters

Quem substituir Neymar estará preparado emocionalmente e psicologicamente. Essa foi a principal mensagem enviada pelos jogadores Willian e Bernard durante a entrevista coletiva realizada neste domingo (6) na Granja Comary, antes do treino à tarde. Potenciais substitutos do atacante, que deixou a Copa devido a uma lesão, os dois também comentaram que a ausência do camisa 10 reforçou a solidariedade da equipe e o desejo de chegar à final no próximo domingo.

Publicidade

Elcio Ramalho, enviado especial da RFI ao Brasil

Primeiro a falar, Bernard lamentou que a possibilidade de ser titular tenha surgido de uma situação tão triste e comentou a responsabilidade de quem vier a substituir o astro da seleção. “O peso sempre vai existir. Eu, o Willian ou qualquer jogador que vier a substituir Neymar, não gostaríamos de substituí-lo desta maneira”, disse o atacante. “Mas a gente tem que ter tranquilidade e maturidade para passar por cima disso. Todos os jogadores estão preparados caso a oportunidade chegue”, completou.

Ele comentou ainda a falta que o atacante fará não apenas à equipe, mas a todo o grupo também fora de campo. “Pela qualidade do Neymar, não apenas no campo, mas fora dele, vai fazer falta. Vamos ter que passar por cima disso e quem entrar deverá dar a maior contribuição possível”, insistiu.

Willian reforçou a falta que o ídolo fará para os jogadores durante a concentração: “Nós todos ficamos muito tristes, ele passou força total para a gente. Emocionalmente falando, o grupo sentiu a perda não apenas do jogador enquanto atleta, mas como pessoa. Ele traz uma energia incrível, tem sempre palavras positivas para qualquer situação. Mas temos que superar esse momento com tranquilidade.”

Força para superar obstáculo

A repercussão no grupo diante da ausência de Neymar permeou toda a coletiva e os questionamentos se sucediam sobre a responsabilidade de substituí-lo. “A gente tem que passar por cima dessa situação complicada. A gente vai procurar fazer o melhor, independentemente de quem entre ou não. A gente sabe que é uma semifinal de Copa. Todos aqui têm qualidade, podem entrar e dar conta do recado”, afirmou Bernard, negando que o time tenha uma dependência do camisa 10.

“Encontramos essa barreira que foi a lesão do Neymar e temos que acreditar até o fim. Temos que acreditar que podemos passar pela Alemanha e chegar à final. Tem que caminhar passo a passo e sempre com o objetivo de vencer e chegar até a final”, martelou o jovem atleta. “O treinador vai escolher o melhor para a seleção”, continuou. “Se não for eu, tem que ter a tranquilidade para superar. Para qualquer um, vai ser um momento especial. O jogador sabe a responsabilidade de vestir a camisa e representar a seleção brasileira. É dar o máximo para conseguir o objetivo. Todos pensam de uma maneira só e sabem qual é o objetivo principal.”

Elogios mútuos

Apesar de serem os mais cotados para a vaga de Neymar, Bernard e Willian em nenhum momento deixaram transparecer qualquer clima de disputa e chegaram a trocar elogios mútuos. “O Willian é um jogador que tem velocidade, uma visão de jogo incrível. É uma complicação incrível para o Felipão escolher quem vai substituir Neymar”, disse. “Tem a qualidade do Ramirez também. O treinador tem várias opções e independentemente de quem for, que ele seja feliz na escolha”, falou Bernard.

Willian devolveu o elogio de bate-pronto: “Bernard é um jogador inteligente, rápido e habilidoso e como o próprio Felipão diz, tem muita alegria nas pernas. Mas aquele que Felipão escolher vai dar conta do recado”, sentenciou.

Durante a entrevista, o meia atacante também elogiou o zagueiro David Luiz, que tem exercido um importante papel para a solidez do grupo. “O David é um cara bastante equilibrado e profissional. Ele é um cara que vem trabalhando super bem dentro das partidas, como outros jogadores”, afirmou.

Alemanha, adversário difícil

Apesar da repercussão do grupo ter sido o assunto de maior destaque durante a coletiva com os dois jogadores, Willian e Bernard também tiveram oportunidade de comentar sobre o adversário da semifinal. “A Alemanha foi a melhor equipe que já vi até agora, taticamente e tecnicamente é incrível”, garantiu Bernard, prevendo um jogo difícil na próxima terça-feira, em Belo Horizonte.

Willian, que joga no Chelsea com um dos craques da seleção alemã, Schürrle, diz que “é uma seleção que tem muita qualidade, que joga junto há muito tempo, com experiência. Temos que ter atenção com aquilo que o Felipão vai passar para a gente e assistir muitos vídeos para ver os pontos francos e fortes desta equipe”, destacou.

Mas o tema Neymar ainda foi mencionado outras vezes e antes deixar a sala de coletiva, Willian voltou a falar da importância e do espírito de quem terá a dura missão de substituí-lo. “Neymar faz a diferença, chama a responsabilidade e decide jogos. Mas a seleção tem grupo forte, sabemos da qualidade de todos os jogadores que podem entrar e fazer a diferença como o Neymar fazia. Qualquer um que entrar pode fazer a diferença. Ficamos tristes pela perda dele, mas mais fortes para continuar o nosso sonho de chegar à final e sermos campeões”, concluiu.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.