Acessar o conteúdo principal
Brasil/violência

Imprensa francesa noticia rebelião de detentos no Paraná

Entrada da Penitenciária Estadual de Cascavel no Paraná.
Entrada da Penitenciária Estadual de Cascavel no Paraná. www.depen.pr.gov.br

A rebelião de presos da Penitenciária Estadual de Cascavel, no Paraná, chamou a atenção da imprensa francesa desta segunda-feira (25). A imprensa estrangeira destacou a violência da ação dos detentos.

Publicidade

Um “motim sangrento”. Assim o site do jornal Le Monde qualificou a rebelião dos detentos da Penitenciária Estadual de Cascavel que começou na manhã de ontem. Na revolta dos presidiários, quatro detentos morreram − dois deles foram decapitados − e outros dois foram atirados de cima do telhado da cadeia.

Citando fontes no Brasil, a versão eletrônica do diário francês relata o problema da superpopulação carcerária. “O Brasil tem atualmente 548 mil detentos, mas precisaria de 207 mil vagas a mais para evitar a superpopulação”, noticia.

A informação foi reproduzida por rádios como Europa 1, RTL e também em vários canais de televisão na França. O site do jornal Libération destaca as reivindicações dos presos paranaenses que pedem "uma melhoria da infraestrutura, da alimentação e das condições de higiene”.

Violência

A rebelião começou durante a entrega do café da manhã aos detentos ontem. Nesse momento, um agente penitenciário foi feito refém. Em seguida, os prisioneiros tomaram os corredores da prisão e subiram no telhado.

“Três meses após a impressionante tomada de 120 reféns por detentos em uma prisão no nordeste do Brasil, o cenário se repete no Paraná”, diz o site da televisão France 24 que usa a expressão “banho de sangue” para descrever a situação em Cascavel.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.