Acessar o conteúdo principal
Brasil/Portugal

Michel Temer chega a Lisboa para incrementar relação comercial com países ibéricos

O vice-presidente brasileiro, Michel Temer
O vice-presidente brasileiro, Michel Temer Reuters.

O Vice-Presidente do Brasil, Michel Temer, desembarca em Lisboa, neste domingo (19), para uma intensa agenda de negócios. A partir de amanhã ele lidera uma missão empresarial brasileira que começa em Portugal e vai até a Espanha com o objetivo de estreitar o comércio e investimentos com os dois países. Em Lisboa, Temer será recebido pelo presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, e tem encontro marcado com o premiê Pedro Passos Coelho.

Publicidade

A agenda oficial do vice-presidente brasileiro em Portugal começa na segunda-feira (20). Michel Temer está acompanhado dos ministros dos Portos, Edinho Araújo, e da Aviação Civil, Eliseu Padilha.

Além dos encontros com as autoridades portuguesas, Michel Temer participará do encerramento do Seminário Empresarial Brasil-Portugal. O evento vai contar com a participação de empresas dos dois países que realizarão grupos de trabalho sobre serviços e investimentos.

Brasil e Portugal vivem um momento de crescente cooperação científica e tecnológica, assim como de incremento dos investimentos. O comércio bilateral atingiu, em 2014, US$ 2,1 bilhões. Esta não é a primeira viagem oficial de Temer a Portugal. A última vez que o vice-presidente esteve no país foi em 2013.

Viagem à Espanha

A delegação brasileira segue para a Espanha na terça-feira (21). Em Madri, estão agendadas audiências com o rei Felipe VI, com o primeiro-ministro Mariano Rajoy, além de encontros de negócios com investidores.

Antes de embarcar, Michel Temer disse que “chegou a hora do Brasil ser mais incisivo na política comercial”. A península ibérica é vista como uma porta de entrada para o Brasil na Europa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.