Acessar o conteúdo principal
Itália/Brasil

Tribunal publica ainda hoje resultado de recurso sobre extradição de Pizzolato

Imagem de vídeo de Henrique Pizzolato na TV Senado.
Imagem de vídeo de Henrique Pizzolato na TV Senado.

O Tribunal Administrativo Regional de Roma realizou uma audiência na manhã desta quarta-feira (3) sobre o caso de Henrique Pizzolato, condenado no escândalo do Mensalão. A defesa do ex-diretor do Banco do Brasil defendeu um recurso que contesta a extradição de Pizzolato ao Brasil. O representante do Estado italiano reiterou que a decisão do governo respeitou todas as instâncias judiciais do processo.

Publicidade

No final de abril, o ministério da Justiça da Itália havia autorizado a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil condenado no Mensalão, depois de receber garantias do governo brasileiro de que Pizzolato terá seus direitos respeitados no país. Porém, os advogados do ex-diretor de marketing do BB alegaram no recurso que, por ter a cidadania italiana, Pizzolato também tem o direito de cumprir a pena de 12 anos e 6 meses a que foi condenado em um presídio na Itália. 

Pizzolato não compareceu à audiência em Roma. Ele continua preso em Módena, aguardando a decisão. O Tribunal Administrativo deve divulgar o resultado da análise do recurso no final da tarde e publicar o acórdão amanhã.

O representante do Estado disse que seria "inadmissível" uma instância administrativa contestar uma decisão da Corte de Cassação, a instância mais alta do Judiciário italiano.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.