Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Em Lisboa, Gilmar Mendes nega conspiração contra Dilma

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes
O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes (Foto: Wikimedia Commons)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes está em Portugal para participar do Seminário Luso- brasileiro sobre direito constitucional na Universidade de Lisboa, que acontece de 29 a 31 de Março.

Publicidade

Luciana Quaresma, correspondente da RFI em Lisboa

O vice presidente Michel Temer também iria participar do colóquio, mas cancelou sua presença. Segundo a imprensa brasileira, integrantes do Governo de Dilma Rousseff encaram o evento em Lisboa como um pretexto encontrado por Gilmar Mendes para reunir alguns dos principais líderes do movimento a favor do Impeachment, para tentar derrubar a Presidente.

Em entrevista à agência Lusa, Gilmar Mendes diz que essa polêmica gerada em torno do encontro, apontado pela imprensa brasileira como um momento de articulação das lideranças da oposição contra o governo Dilma Rousseff, não faz o menor sentido. Segundo ele, caso se tratasse de uma conspiração, “o melhor seria fazê-lo no Brasil e não aqui".

Para o ministro, seria até “ingênuo” pensar que um novo governo seria estabelecido no seminário, e que “os nervos no Brasil estão um pouco acirrados, o que dá margem para esse tipo de história. Isso não faz o menor sentido, até porque o evento foi planejado há mais de um ano", afirmou o juiz. Em outras declarações, neste domingo (27), em Lisboa, o juiz do Supremo Tribunal Federal brasileiro aproveitou para elogiar o juiz Sérgio Moro. Segundo ele, Moro está fazendo um "bom trabalho" e sendo submetido a um grande desafio e uma grande pressão."

Esta é a quarta edição do Seminário Luso- Brasileiro promovido pelo Instituto Brasiliense de Direito Público, da qual Gilmar Mendes é sócio-fundador, e pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. O seminário tem como objectivo debater a Constituição e a crise política e econômica que atinge o país.

Temer cancela participação

O vice- presidente Michael Temer iria participar do evento e seria o orador convidado para fazer a conferência de abertura do seminário, cujo tema é “Constituição e Crise – A Constituição no Contexto das Crises Políticas e Económicas”, mas acabou cancelando diante da crise política no Brasil.

Estão confirmadas as presenças dos senadores Aécio Neves e José Serra, além do presidente do Tribunal de Contas da União, Aroldo Cedraz, Dias Toffoli, João Otávio Noronha e Ricardo Villas-Bôas Cuevas do Superior Tribunal de Justiça e o ex-presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Marcus Vinicius Furtado Coelho, entre outros.

Além disso, estavam previstas as presenças do presidente Marcelo Rebelo de Sousa e do líder da oposição Passos Coelho, mas, até o momento, nenhum dos dois irá manter a participação no Seminário. Foi anunciado que o recém - eleito Rebelo de Souza não poderá estar presente por um “problema de agenda” e Passos Coelho não justificou sua ausência.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.