Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Conheça a maior associação de estudantes brasileiros no exterior

Áudio 03:08
Conferência da Brasa na Universidade de Chicago.
Conferência da Brasa na Universidade de Chicago. Brasa

Nesta semana, alguns dos personagens que têm tido um papel principal no noticiário brasileiro, como o juiz Sérgio Moro, a ex-senadora e presidenciável Marina Silva e o ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy, fazem palestras na Universidade de Chicago. Quem conseguiu atrair nomes tão badalados na crise política que o Brasil vive foi uma associação de estudantes brasileiros no exterior, a Brasa (Brazilian Student Association).

Publicidade

Ligia Hougland, correspondente da RFI em Washington

A Brasa é a maior rede de estudantes brasileiros no exterior e conta com 15 mil membros, de mais de 65 universidades, nos Estados Unidos, Reino Unido e França. A associação realizará nesta sexta-feira e sábado, em Chicago, sua terceira Conferência de Estudantes Brasileiros, evento conhecido como BrazUSC.

A primeira conferência aconteceu em 2014, na Universidade de Harvard, e contou com cerca de 60 estudantes, tendo o empresário Jorge Paulo Lemann como palestrante. Neste ano, 300 estudantes estarão presentes na BrazUSC.

O coordenador de relações públicas da Brasa, Gabriel Donato, explica o segredo do sucesso da associação: “A Brasa atua muito bem no sentido de dar esperança aos brasileiros que estão aqui hoje e mostrar para esses brasileiros que a gente pode e tem a capacidade de ajudar a desenvolver o Brasil e impactar o Brasil positivamente. A gente acredita muito no potencial do empreendedorismo e da formação de líderes”.

Conectar estudantes brasileiros no exterior

A Brasa nasceu da ideia de conectar estudantes brasileiros no exterior e estabelecer laços entre eles para que pudessem reestabelecer ou manter a conexão com o Brasil. A organização atua em três frentes: ajudando e orientando estudantes brasileiros de ensino médio que querem estudar no exterior; promovendo conferências e programas de carreira para ajudar os estudantes brasileiros no exterior a fazer estágios no Brasil durante as férias; e oferecendo programas com mentores e eventos de networking para os brasileiros já formados que têm interesse em fazer pós-graduação no exterior.

Gabriel conta que o momento de incerteza política gerou um descontentamento geral entre os estudantes brasileiros no exterior, mas isso só aumentou a vontade deles de voltar para casa e fazer algo eficaz pelo país, ao aplicar o conhecimento adquirido nas melhores universidades do mundo à realidade brasileira.

O interesse em estudar fora aumenta exponencialmente, mas Gabriel não acredita que isso tenha alguma relação com a atual situação política e econômica do país. “O fato maior é que a informação de que é possível estudar no exterior está sendo aberta para mais gente, para o público em geral, e as pessoas têm uma vontade natural de estudar nos melhores lugares possíveis. Acho que é por isso que essa demanda está aumentando”.

A Brasa é uma organização sem fins lucrativos e apartidária que, embora conte com o apoio de empresas parceiras, é financiada principalmente por doações individuais.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.