Acessar o conteúdo principal
Brasil/Imprensa

Brasil ficou horrorizado com estupro coletivo, diz jornal Libération

Manchete de um artigo escrito pelo jornal Libération sobre o caso da menor de 16 anos violentada no Rio de Janeiro.
Manchete de um artigo escrito pelo jornal Libération sobre o caso da menor de 16 anos violentada no Rio de Janeiro. RFI

"O Brasil horrorizado com o estupro coletivo de uma adolescente". Essa é a manchete de um artigo publicado nesta segunda-feira (30) pelo jornal francês Libération sobre o caso da menor de 16 anos violentada por mais de 30 homens no Rio de Janeiro.

Publicidade

O texto começa com a declaração do diretor da polícia civil do Rio de Janeiro, Fernando Veloso, de que "a violência extrema do caso chocou todo mundo. Até a polícia".

A caminho do encontro com seu namorado em uma favela, a adolescente foi sequestrada, drogada e violentada por diversas pessoas, diz o texto. No hospital, onde foi levada para receber tratamento preventivo contra doenças sexualmente transmissíveis, ela afirmou aos policiais que "eles eram 33". Segundo Libération, "ao horror dos fatos se soma a violência verbal".

Na quarta-feira (25), nas redes sociais, um vídeo foi divulgado na conta de @michelbrazil7 com a mensagem "Eles amassaram a menina" e “fizeram um túnel na mina, mais de 30”. No filme, relata o jornal francês, uma menina é vista com suas partes íntimas expostas e ensanguentadas e uma voz é ouvida dizendo "Entendeu ou não? Mais de 30", seguida de risos.

O vídeo foi replicado 198 vezes e recebeu mais de 500 "likes" antes de ser retirado da rede. Segundo sua família, a adolescente, que é viciada em drogas e mãe de um menino de três anos, foi vítima de um "ato de vingança de um ex-namorado".

O jornal relata as várias reações de indignação, entre elas do presidente interino Michel Temer e de Luise Bello, da associação feminista Think Olga, que em entrevista à AFP disse que a "cultura do estupro é muito forte no Brasil".

Libération também publica dados da ONG Forum de segurança pública que indica: no Brasil os casos de estupros podem passar de 500 mil por ano, para uma população de 204 milhões de pessoas.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.