Acessar o conteúdo principal
Brasil/corrupção

STF abre investigação preliminar de citação a Temer na Lava Jato

Segunda  viagem  oficial  do presidente Michel Temer ao exterior após ter assumido definitivamente a Presidência da República.
Segunda viagem oficial do presidente Michel Temer ao exterior após ter assumido definitivamente a Presidência da República. Arquivo/Agência Brasil

O presidente Michel Temer pode ser investigado por ter recebido dinheiro do esquema de corrupção da Petrobrás para financiar campanha do candidato Gabriel Chalita, em SP, em 2012.  

Publicidade

A investigação preliminar foi determinada pelo Ministro do Supremo,Teori Zavascki, relator da operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. Temer foi citado durante a delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

O ministro determinou uma petição na corte para ouvir trechos do depoimento de Machado. O procurador Rodrigo Janot decidirá então se haverá abertura de inquérito, mas é pouco provavel que isso aconteça.O motivo é que o presidente da República não pode ser alvo de investigação anteriores a seu mandato - foi o caso também da ex-presidente Dilma Rousseff.

Segundo Machado, Temer teria pedido dinheiro para financiar a candidatura de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo, em 2012. Cerca de R$ 1,5 milhão teriam saído dos cofres da Queiroz Galvão, uma das empreiteiras ligadas à Operação Lava Jato.

Outros políticos citados por Machado também serão investigados. Entre eles, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), ex-candidato à presidência.

Le Monde destaca notícia

O jornal Le Monde deu destaque à notícian, lembrado que Temer desmentiu as acusações. Segundo o jornal francês, esse novo capítulo na história do esquema de corrupção da Petrobrás vem complicar ainda mais a crise política no país desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.